Atendimento
Atendimento ao cliente: +55 11 3405-7800
Área do Cliente
  Área do Cliente    
EMDOC
MENU
x Home Empresa Diferenciais Publicações Serviços Eventos Boletins Escritórios Fale Conosco

COM A CRISE, NÚMERO DE BRASILEIROS QUE DEIXAM O PAÍS QUASE DOBRA

A busca por uma oportunidade de vida melhor fora do Brasil não é novidade. Porém, esse movimento intensificou-se nos últimos anos, em grande parte por causa da crise econômica que atinge o País.
 
De acordo com dados da Receita Federal, entre 2014 e 2016 foram entregues 55.402 Declarações de Saída Definitiva do País, um crescimento de 81,61% na comparação com o triênio imediatamente anterior. De 2011 a 2013, período que antecede a crise econômica, 30.506 pessoas entregaram o mesmo documento. No entanto, estima-se que esse número seja ainda maior, uma vez que nem todos os brasileiros prestam essa informação quando vão embora.
 
Especialistas confirmam que a desilusão com a situação política e a taxa de desemprego elevada são os maiores responsáveis pela saída de quem escolhe países como Portugal, Canadá e Estados Unidos para uma nova vida.
“Há uma falta de crença generalizada na recolocação profissional porque há muitas pessoas desempregadas e o mercado de trabalho já não absorve todo mundo. É natural esse desejo por experiências em outros locais”, analisa a sócia-fundadora da consultoria executiva Unique Group, Alexia Franco.
 
Porém, engana-se quem acredita que viver no exterior é um mar de oportunidades. O esforço de empreender no Brasil, por exemplo, é muito diferente da realidade de abrir um negócio – e ter sucesso com ele – fora do País. 
 
Segundo João Marques da Fonseca, presidente Emdoc, um dos maiores problemas dos brasileiros é o “imediatismo” dos resultados. “É preciso entender a cultura local e adaptar seus produtos e serviços às necessidades do novo público. Outro erro constante de quem deixa o Brasil é acreditar que a vida lá fora será semelhante ao experimentado aqui. Em certos casos, algumas dessas aventuras já surgem com data certa para acabar devido a falta de alinhamento entre expectativa e realidade. Boas ideias e dinheiro guardado não são suficientes. A pessoa sai daqui com uma ideia sobre ganhos e estilo de vida e somente lá percebe que a dinâmica é completamente diferente”, comenta.
 
Seja um jovem recém-formado de classe média ou um alto executivo, o desejo de tentar a vida fora de um país em crise e repleto de escândalos políticos passa pela cabeça de muitos brasileiros. E quanto melhor a formação, mais oportunidades serão encontradas, afirmam profissionais da área de recursos humanos.
“A saída definitiva do Brasil acontece muito mais para aqueles profissionais que já atuavam em níveis hierárquicos mais altos do que para quem atuava em posições operacionais”, explica o presidente da empresa especializada em recrutamento e seleção de profissionais Curriculum, Marcelo Abrilei.
 
Para a sócia da consultoria suíça Egon Zehnder, Ângela Pêgas, executivos e empresários acabam tendo mais possibilidades no momento de fixar-se em outro país. "Quem tem dinheiro compra um imóvel ou consegue um visto de investidor para poder fazer a migração. Essa migração que vimos nesse tempo de crise é de gente qualificada, que poderia contribuir muito com o Brasil, mas opta por fazer a vida lá fora.”
 
João Marques da Fonseca concorda, mas acredita que boa parte dos brasileiros que foram embora “para sempre” devem voltar ao Brasil no médio prazo. “São pessoas que saem com muito otimismo, mas nem sempre encontram o resultado que buscam. Às vezes seguem o embalo de amigos próximos que foram e vivem bem, mas essa aposta não dá tão certo para todo mundo”, arrisca.
 
Fonte: Estadão
VOLTAR
Fale ConoscoFALE CONOSCO
ATENDIMENTO AO CLIENTE Um canal aberto para sugestões, críticas e elogios.
E-mail: emdoc@emdoc.com - atendimento@emdoc.com
Tel.: +55 11 3405-7800
EMDOC - Mobilidade Superando Fronteiras R. Luis Coelho, 308 - Térreo
São Paulo / SP - Consolação - 01309-000
Tel.: +55 11 3405-7800
Fax: +55 11 3405-7868
ATENDIMENTO AO CLIENTE
Um canal aberto para sugestões, críticas e elogios.
E-mail: emdoc@emdoc.com - atendimento@emdoc.com
Tel.: +55 11 3405-7800

R. Luis Coelho, 308 - Térreo
São Paulo / SP - Consolação - 01309-000
Voltar para o topo